Nova entrevista do Rob sobre Bel Ami, namoro e Edward

12 07 2010

Ele interpreta o vampiro pelo qual toda garota queria ser mordida – então, era nosso dever (e batalhamos por isso) perguntar ao rapaz de  24 anos se ele tem algo  em comum com o lindo Edward Cullen…

Robert Pattinson parece um pouco confuso. O galã de Twilight veio para entrevista direto das filmagens de Water for Elephants. Na vida real, Rob não podia ser mais distante do personagem que ele interpreta na saga Crepúsculo, Edward Cullen. Ele é caloroso, divertido e, muito relaxado, exatamente o oposto de Edward.

Ele e sua co-estrela Kristen Stewart não discutem seu relacionamento fora das telas, apesar da ‘brincadeira’ de roubar um beijo no palco do MTV Movie Awards, em junho, mas ele parece feliz em falar sobre qualquer outra coisa, do sério ao trivial.

Claramente, ele não foi construído para o estrelato – ele acha o processo da entrevista embaraçoso – mas ele se soltou em relação às primeiras entrevistas de Crepúsculo e felizmente ele não tem um grande  ego. Vestido com calça jeans e camisa branca, e com seu famoso cabelo selvagem bem aparado, ele se acalma e fala sobre a vida …

Seus amigos já  o chamaram de Edward por engano?

As pessoas têm me chamado de Edward – não da família, o que seria estranho! Meus companheiros poderiam ter feito isso de brincadeira. Eles realmente não sabem muito sobre Twilight, mas alguns deles descobriram essa coisa de R-Pattz, e agora um deles sempre me chama assim, ele acha isso hilário.

Edward pode ler pensamentos. Se pudéssemos ouvir seus pensamentos, como eles soariam?

Um completo silêncio, a poeira soprando no vento. Ou talvez apenas como ruídos …

Com que aspectos de Edward você mais se identifica?

Ele mudou um pouco neste filme. Nos dois primeiros, acho que tinham sentimentos dele que você não podia relacionar com ninguém, ou ninguém podia se relacionar com ele. Eu era como, ‘Eu nunca mais quero falar com ninguém.’ Eu costumava me sentir assim quando era mais jovem. Eu cresci agora.

Você é um tradicionalista, como Edward?

Isso é bastante evidente no filme, e eu respeito isso, mas quando eu trabalho em outros filmes, eu quero interpretar  personagens realmente imorais. Eu não sinto que eu tenho que defender seus valores, mas respeitá-los. Acho que namoro é uma coisa boa, mas só se for prazeroso. Algumas pessoas se encontram em um bar e dormem uns com os outros, na mesma noite, então ficam com o outro para o resto de suas vidas. Ou podem ficar uns com os outros e nunca se casarem. Simplesmente não faz qualquer diferença.

Você definitivamente interpreta uma pessoa amoral em seu próximo filme, Bel Ami.

Sim. Há algo de divertido sobre Bel Ami, passando de Edward para um cara que  abusa de mulheres bonitas para tirar dinheiro delas. Edward não iria aprovar – e eu pensei que era uma ironia engraçada. Em Bel Ami todas as mulheres com quem meu personagem dorme são atraídas por ele, no início, então ele começa a traí-las e destrói as suas vidas.

Você é claramente, bem menos intenso do que Edward…

Não sei, acho que em muitas maneiras. Acho que o principal é que ele é muito extremo em sua forma de pensar, e eu não sou assim. Eu não penso em termos absolutos, tais, como “Eu não posso ficar com essa namorada, eu vou me matar!” É bem coisa de adolescentes.

Você pode ir a algum lugar sem ser assediado?
Em Los Angeles, às vezes eu posso. Eu gostaria de ainda ter a barba que eu usava para Bel Ami. Era um bom disfarce. Mas LA é definitivamente mais difícil do que Londres, embora Londres tenha mudado recentemente. A coisa boa sobre a Grã-Bretanha, a este respeito, é que as pessoas, muitas vezes, ficam demasiadamente envergonhadas de vir e falar com você. Elas parecem envergonhadas até mesmo de ver você. Eu costumava ir na loja HMV o tempo todo e eles tinham posters de Lua Nova em todos os lugares, e eu estava preocupado que eu começaria a ser perseguido, mas os caras no balcão nem sequer olharam para mim, mesmo havendo cartazes em toda parte.

O quão difícil é evitar os paparazzis em Londres?

Eu não posso acreditar que fui fotografado recentemente indo comprar cuecas com meu melhor amigo na Marks & Spencer. Eles estavam muito longe  – íamos aproveitar o dia e eles me fotografaram comprando cuecas!

Você consegue rir disso depois?

Sim, a única vez que essas coisas me irritam é quando as pessoas começam a importunar a minha família por histórias. Isso incomoda. 99% dessas notícias são inventadas. A coisa é, quanto mais material é publicado, mais isto começa a afetar sua carreira. Se você está constantemente em revistas de fofocas as pessoas pensam, “Ele não é um bom ator, ele é apenas uma pessoa de fofocas.”

Você quer sair do centro das atenções?

Quero produzir um filme. Seria tão satisfatório aparecer para trabalhar e não ter que fazer maquiagem. Você está atrás do monitor e nem sequer têm a responsabilidade do diretor.

Você disse recentemente que você acha que poderia estar morto aos 30 anos. O que foi aquilo?

Eu estava falando sobre a sorte esgotar-se. Quando eu estava fazendo entrevistas para Harry Potter, eu pensava, ‘eu não quero que isso seja toda a sorte da minha vida.’ Então agora eu estou ficando ridiculamente feliz e gostaria de saber se eu poderia sofrer alguma punição do universo, e acabar morto aos 30. Eu gosto de acreditar no destino, dessa forma, eu não sou responsável por nada!

Você está trabalhando com animais em Water for Elephants. Como é isto?

Quase todo dia eu estou trabalhando com algum animal exótico, há cenas em que eu estou levando os búfalos e elefantes para as gaiolas. É insano, eu fui mordido no braço por um leão sem dentes. Eles falaram, “Tudo bem, ele faz isso o tempo todo.” E eu falei, ‘Erm, OK…’ Mas eles tiveram que pressioná-lo, porque ele estava sendo tão gentil e apenas lambendo o meu braço.

É verdade que você vai interpretar o Kurt Cobain no filme Nirvana?

Às vezes estas coisas apenas aparecem. Eu amo Nirvana, mas eu amo-lhes um pouco demais – eu ficaria envergonhado. E você vê todos estes comentários, como o da Courtney Love, dizendo: “Que p****! Ele não tem nada a ver com ele”, e eu fico como, “Eu disse que não prestaria para fazer isso, que m****! Eu não me ofereci. Primeiro, eu sou muito alto, e eu não posso cantar como ele, eu não sou nada parecido com ele!” É ridículo.

Fonte: Robsten.com

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: