closer – capítulo 27

26 10 2010

POV KRIS

 

 

Minhas pernas vacilaram, minhas mãos trêmulas foram direto ao meu lugar favorito, seus cabelos. Robert comandava o beijo de uma maneira tão louca, que era como se ele quisesse que fôssemos um só. Nossos corpos colados logo se reconheceram e a sensação de estar em casa me dominou por completo. Ele me segurava como se a vida dele dependesse disso e eu conseguia sentir seu coração acelerado, brigando com o meu. Pouco tempo depois estávamos ofegando e relutante terminei o beijo para poder respirar e procurar em seus olhos algum tipo de arrependimento, mas só o que eu vi foi paixão.

 

Robert me levou em direção à cama e me empurrou delicadamente com o próprio corpo e quando eu o senti totalmente pressionado contra mim, eu fui ao céu. Seus beijos desceram pelo meu pescoço me fazendo gemer de contentamento. Deus se eu estiver sonhando, que eu não acorde agora. Porém, aquela voz rouca e macia me tirou dos meus devaneios…

 

“Será que a gente pode…?” – Era isso mesmo? Ele queria saber se a gente pode transar?

 

“Rob, o quanto você bebeu?” – Aquela pergunta foi para lá de estranha e eu senti no hálito dele o gosto de wisky.

 

“Eu bebi, mas não o tanto que você acha que eu bebi. E sim eu estou perguntando se a gente pode transar por causa do bebê.”

 

Homens…

 

“É claro que a gente pode. Se você quiser, é claro.”

 

“Sua pequena provocadora!” – Depois disso ficou  difícil pensar e quer saber… dane-se se ele estava bêbado ou não. Ele estava me beijando em cima desta cama, e eu não poderia querer outra coisa no momento.

 

“Rob, eu te quero. Faz amor comigo?”

 

“Sempre e pra sempre. Mas antes, eu quero fazer uma coisa.” – Falou e se afastou de mim, já descendo da cama.

 

“Volta aqui! Robert Thomas Pattinson!”

 

Ele achou graça do meu desespero o infeliz. Robert foi até a mesinha perto de onde estávamos antes e pegou algo que eu não identifiquei.

 

Parado do lado da cama, ele me estendeu a mão e me ajudou a ficar de pé. Rob então se ajoelhou e eu perdi a voz. Eu percebi o que ele estava prestes a fazer.

 

“Kristen, eu quero fazer direito desta vez. Eu estou aqui porque eu te amo e eu quero você na minha vida. Quero dormir e acordar ao seu lado todos os dias e amar e educar junto com você essa criança que você carrega. Então, por que eu te amo, e minha vida não existe sem você, casa comigo?”

 

Como se o meu sonho já não estivesse perfeito, eu vi lágrimas brilhando naquela confusão de azul e verde que era a minha perdição.

 

“Eu não poderia querer outra coisa.”

 

“Isso é um sim?”

 

“Sim, Robert Pattinson, é um sim. E só pra constar, da primeira vez, eu aceitei por que eu te amo e eu vi uma chance de te ter de volta…” – Ele me calou… com um beijo.

 

E o beijo se tornou tudo o que esperei desde que o deixei. Poder senti-lo sobre mim, cada parte dele colada a mim…

 

“Você sabe exatamente o que faz comigo quando veste uma roupa minha, não sabe?” – E a camiseta que eu vestia voou pelo quarto.

 

“Eu não sei do que você está falando.” Eu sorria totalmente sacana.

 

“Louco, é assim que eu fico.” – Então foi a vez da minha calcinha.

 

Mas ele continuava totalmente vestido e eu arranquei aquela camisa xadrez que me trazia tantas memórias enquanto ele se ocupava de me deixar louca beijando o meu pescoço.

 

“Rob… por favor!”

 

“Hum?”

 

“Tira a roupa, eu preciso te sentir. Dentro de mim. Agora.”

 

Mais do que depressa, ele tirou a calça, se atrapalhando com os sapatos e eu ri me perguntando se ele estava mesmo bêbado ou era só a pressa de se livrar de tudo o que nos atrapalhava.

 

Robert então rastejou pela cama até se encaixar no meio das minhas pernas. Sua ereção roçou em mim e nós gememos juntos. Com um impulso dos meus quadris eu disse a ele que estava pronta, pois a minha boca estava muito ocupada abrigando a sua língua, então ele me penetrou… lentamente, como se quisesse me dizer o quanto sentia a minha falta, como nós éramos perfeitos juntos.

 

Começou a estocar em mim e eu o acompanhei em um ritmo só nosso.

 

“Ah Rob… eu achei que nunca mais… Eu morri sem você…”

 

 

Robert começou a sussurrar no meu ouvido o quanto me amava e sentia a minha falta e isso, junto com as suas estocadas estava me levando direto ao orgasmo. Acho que ele pressentiu, pois olhou nos meus olhos e falou a frase que me jogaria de vez naquele abismo.

 

“Fala o meu nome… eu quero ver você gritar o meu nome enquanto goza.”

 

Dois segundos foi o tempo que eu levei pra fazer o que ele me pedia. Eu gritei… ele veio logo em seguida, como se estivesse só esperando por mim. E ele também gozou falando o meu nome.

 

Logo em seguida, Robert saiu de cima de mim, me virou e me abraçou fazendo com que minhas costas estivessem encostadas em seu peito. Nenhuma palavra foi dita. Não era necessário, não ali depois de termos encontrado nosso lugar novamente. Nos braços um do outro.

 

Como se isso não fosse o bastante para me deixar feliz, Robert passou um braço pela minha cintura, e ficou alisando a minha barriga.

 

Dormi pouco tempo depois com um sorriso enorme nos lábios. Quando acordei Robert estava com a cabeça no meio das minhas pernas e sua língua me levava à loucura.

 

“Rob…”

 

“Oi?”

 

“Você quer me matar?” – Falei já agarrando seus cabelos. Ele era bom nisso, muito bom.

 

“Não amor… eu quero você muito viva… saudade de sentir o seu gosto.”

 

“Oh god… eu vou… Rob!”

 

“Isso!” – Eu sentia que flutuava, meu corpo e meu coração estavam leves.

 

“Minha vez, gostoso. Deita.” – E não é que ele me obedeceu direitinho? – “Eu também estou morrendo de saudade do seu gosto.”

 

Agarrei seu membro já muito excitado e passei a língua lentamente por toda a extensão arrancando gemidos do homem que estava ali entregue a mim. O levei à boca deslizando lentamente e comecei a imitar os movimentos que ele fazia quando estava dentro de mim.

 

“Porra, Kristen, que saudade dessa boquinha me chupando!”

 

Rob agarrou meus cabelos e começou a me guiar, criando o ritmo perfeito pra ele e eu amava quando ele fazia isso. Dar prazer a ele me deixava louca de tesão, e sem pensar, levei a mão ao meu clitóris e comecei a me tocar. Quando ele percebeu o que eu estava fazendo, em um movimento brusco me tirou de cima dele.

 

“Ahhhhhh assim você me mata. Fica de quatro.”

 

Ele saiu da cama e se posicionou atrás de mim. A cama era alta e perfeita para essa nova posição. Robert entrou em mim e eu não resisti e empurrei meus quadris de encontro aos dele.

 

“Isso, rebola gostosa. Agora eu quero ver você se tocar. Vai amor, me deixa louco de vez.”

 

A louca ali era eu. Eu queria tudo e mais um pouco. Enquanto ele me tomava por trás e eu me tocava como ele me pediu, eu me peguei imaginado como seria tê-lo de outra forma. Será que ele queria? Será que eu teria coragem pra propor? E esses pensamentos me levaram rapidamente a outro orgasmo poderoso, ele veio logo em seguida urrando como um animal.

 

Depois disso, caímos sem forças na cama e só me recordo de ter sido coberta com o edredom macio.

 

 

Anúncios

Ações

Information

9 responses

26 10 2010
LUISA

Nossa senhora que capítulo foi esse??? tô sem ar até agora!!!!
UIIIIIIII…

26 10 2010
Daniele

EITHA QUE AGORA TA PEGANDO FOGO A FIC! DO JEITINHO QUE A GENTE GOSTA!!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK… MUITO BOA!!!!
EI TEM EXTRA NAUM????? KKKKKKKKKKKKKKKKK
TO BRINCANDO JA SEI QUE SÓ SEXTA!!!

26 10 2010
DRI

Meninaaaaaaaaaaaaaaaaa… que foi isso??!!!!
Que capítulo hein!!! sexo de reconciliação é td que há!!!! kkkkkkkkkkkk…
Muito boa a fic cada vez melhor!

26 10 2010
VANESSA-RO

QUE LINDOOOOOOO… AMEI!

26 10 2010
Maria Fernanda

XOUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!! ADOREIIIII!!!
ESSA FIC AINDA ME MATA!!!

26 10 2010
LUISA

QUERO UM ROBERT ASSIM PRA MIM!!!!
QUE FOGO HEIN!!!!!
ADORANDO A FIC!

26 10 2010
Maah campelo

Ui,que Fogo Heiin? Queero Um desses!

26 10 2010
karla

HAJA CORAÇÃO PRA TANTA EMOÇÃO NOSSA ESSE CAPITULO DA FIC PEGOU FOGO QUANTO FOGO.KKKKKKKKKKKKK

1 11 2010
Bruuuna

olhaaaas essses pegas ;99 IUHSADAHUSDASHDAHSDHUSADAHUSAHSUI quero um Rob pra mim desse jeito kk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: